Linhas de pesquisa

Construção e gestão compartilhada de conhecimentos em saúde:

O objetivo é estudar a integração entre os saberes científico, profissional, prático e popular para a construção compartilhada de soluções criativas e mobilizadoras na área da saúde, com foco na construção de dispositivos de informação e comunicação - almanaques, fanzines e outros formatos em mídia impressa e/ou digital, a fim de multiplicar e aprofundar a discussão pública sobre as diferentes ações no enfrentamento das questões de saúde e para intervir nas políticas públicas.

Palavras-chave: Conhecimento e ação social; Dispositivos info-comunicacionais; Informação, comunicação e saúde; Redes de conhecimentos.

Redes na interface ciência e sociedade

Com foco nas redes sociais na ciência, estuda as formas de produção de conhecimentos por meio dos elos entre diferentes atores, veículos e instituições acadêmicos e não-acadêmicos. Apoia-se na premissa geral da configuração contemporânea do campo científico em dois eixos que se conflitam e se aliam: a) a transdisciplinaridade (diálogos entre diferentes disciplinas e formas de conhecer) b) a internacionalização, organizada por um sistema mundializado de edições e publicações científicas.

Palavras-chave: Apropriação de conhecimentos; Ciência e sociedade; Produção de conhecimentos; Redes e ciência.

Redes sociais, narrativas, dispositivos e processos de ação coletiva

Emprega uma perspectiva relacional para estudar a informação e a comunicação enquanto recursos atuantes em redes sociais locais e globais nos processos de ações coletivas. Sustenta-se na ideia de que os fatos culturais e infocomunicacionais evoluem de forma acelerada sob o avanço das técnicas, configurando teias complexas de atores, instituições, organismos, que tanto podem levar ao controle dos cidadãos, quanto favorecer ações de transformação social nos territórios e experiências locais.

Palavras-chave: Ação coletiva; Processos info-comunicacionais; Redes socias.